sábado, 28 de janeiro de 2012

Livro: O menino do pijama listrado - John Boyne



"Bruno tem nove anos e não sabe nada sobre o Holocausto e a Solução Final contra os Judeus. Também não faz idéia de que seu país está em guerra com boa parte da Europa, e muito menos de que sua família está envolvida no conflito. Na verdade, Bruno sabe apenas que foi obrigado a abandonar a espaçosa casa em que vivia em Berlim e mudar-se para uma região desolada, onde ele não tem ninguém para brincar nem nada para fazer. Da janela do quarto, Bruno pode ver uma cerca, e, para além dela, centenas de pessoas de pijama, que sempre o deixam com um frio na barriga. Em uma de suas andanças Bruno conhece Shmuel, um garoto do outro lado da cerca que curiosamente nasceu no mesmo dia que ele. Conforme a amizade dos dois se intensifica, Bruno vai aos poucos tentando elucidar o mistério que ronda as atividades de seu pai. "O Menino do Pijama Listrado" é uma fábula sobre amizade em tempos de guerra, e sobre o que acontece quando a inocência é colocada diante de um monstro terrível e inimaginável."


Esse é um daqueles livros que contém uma história forte e que por trás disso mostra uma visão diferente. Bruno é apenas uma criança, livre de preconceitos  e de leis que os adultos colocam como certas. Ele não sabe quem é Hitler, ou o que é holocausto. Só sabe que não quer sair de Berlim e ir para aquela casa feia onde tem uma chaminé de cheiro horrível.

Seus dias nessa casa começam tediosos. Ele não tem ninguém para brincar e nenhuma companhia além de sua irmã chata. Até que conhece Shmuel, um menino que sempre está de pijama sujo e listrado (assim como algumas pessoas atrás de uma grande cerca), e que Bruno não entende o porquê que ele não sai daquele lugar.

Entre esses dois meninos, vai crescendo uma bonita amizade. Shmuel é sempre triste porque não encontra seu pai e as vezes aparece machucado. Bruno não entende o que acontece e quer ajudar o amigo. Mas, em uma oportunidade que aparece se vê dividido entre Shmuel e si mesmo. 

A inocência de Bruno é destruída. Ele paga, apesar de ser filho de um militar que cumpre com seus 'deveres'. Esse  é um livro delicado de se ler. Tudo é contado da forma inocente do garoto. Assim como o filme baseado nesse livro de John Boyne, nos emocionamos de verdade e conseguimos sentir a dor do menino Bruno que tudo o que mais quer é poder brincar com o menino o pijama listrado.

Trailer do filme:


2 comentários:

Suzala Moura disse...

Olá Ingrede...vim até aqui através do blog da minha amiga Ione...gostei muito do seu blog. Li esse livro há um tempo...gostei muito, o autor é sensível, sem dúvidas, apesar de ser ficção. Muito legal e recomendado!
Qd tiver um tempinho passa lá no meu blog...beijos
http://diariodasuu.blogspot.com

Cerejas e Morangos disse...

Oii Suzala!! Que bom que gostou do blog! Pode deixar que dou uma passada no seu! *-*

beijinhos!

Postar um comentário